Bolívia

Bolívia faz operação secreta para deslocar criminosos

Bolívia faz operação secreta para deslocar criminosos

O húngaro Elöd Tóásó e o croata boliviano Mario Tadic, que foram condenados a cinco anos e dez meses de prisão por ataque armado, em 2009, contra a segurança de Estado, foram evacuados da Bolívia numa operação secreta.

A operação contou com a ajuda do Ministério dos Exteriores húngaro e de uma organização de caridade batista, denominada La Caridad.

Esta operação realizou-se na tarde de sexta-feira na localidade chilena de Chungará, perto da fronteira com a Bolívia, depois das autoridades locais não lhes terem devolvido os seus passaportes, apesar de em março terem saído em liberdade após cumprirem uma condenação de cinco anos e dez meses de prisão.

La Caridad assinalou que Tóásó e Tadic "não sentiam a sua própria vida segura na Bolívia, pelo que pediram ajuda à Hungria".

A operação realizou-se "evitando a atenção dos serviços de segurança bolivianos" e os dois chegarão à Hungria nos próximos dias, a partir do Chile, onde se encontram atualmente, segundo a agência húngara MTI.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG