Atentado

Bombista de Manchester esteve com militantes do Daesh na Líbia

Bombista de Manchester esteve com militantes do Daesh na Líbia

O autor do ataque de Manchester que matou 22 pessoas, no mês passado, esteve em contacto com membros de uma unidade militar do Estado Islâmico, na Líbia.

Segundo o jornal norte-americano "The New York Times", Salman Abedi, o autor do ataque de Manchester, Inglaterra, que vitimou 22 pessoas no final de um concerto da artista Ariana Grande, esteve na Líbia com membros de uma unidade militar do autoproclamado Estado Islâmico com ligações aos ataques de Paris, em 2015.

PUB

A mesma fonte sublinha que, para já, o conteúdo das comunicações entre Abedi e o grupo terrorista não é conhecido mas é certo que o autor do ataque manteve contacto com o autoproclamado Estado Islâmico depois de ter regressado a Manchester, a sua cidade natal.

Salman Abedi, um britânico de origem líbia de 22 anos, acionou uma bomba junto à Manchester Arena, onde estava a terminar um concerto da cantora pop norte-americana Ariana Grande, a que assistiam muitas crianças e jovens no mês passado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG