Covid-19

Boris Johnson internado no hospital por "precaução"

Boris Johnson internado no hospital por "precaução"

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi este domingo internado no hospital para realizar exames, por "precaução".

Uma porta-voz de Downing Street disse, citada pela BBC: "Por conselho do médico, o primeiro-ministro foi internado hoje à noite [domingo] no hospital para exames".

"Este é um passo de precaução, pois o primeiro-ministro continua a apresentar sintomas persistentes de coronavírus dez dias após o teste positivo", acrescentou.

A porta-voz continua: "[Johnson] agradece aos funcionários do NHS [Serviço Nacional de Saúde] por todo o incrível trabalho e apela à população que continue a seguir os conselhos do governo para ficar em casa, proteger o NHS e salvar vidas".

O primeiro-ministro testou positivo à Covid-19 há 10 dias e continua a apresentar "sintomas persistentes", incluindo febre. Por razões puramente preventivas, foi internado no hospital para realizar exames. Foi considerado "sensato" que os médicos vissem Johnson pessoalmente, já que o primeiro-ministro continua com sintomas, explicou a porta-voz.

Apesar disso, Johnson permanece no comando do governo britânico e está em contacto com colegas e funcionários ministeriais. A notícia chega um dia depois de se saber que a noiva grávida de Boris, Carrie Symonds, também revela sintomas de Covid-19.

O primeiro-ministro deve permanecer no hospital durante esta noite, para "testes de rotina". O secretário de Relações Exteriores, Dominic Raab, deve presidir à próxima reunião de coronavírus do governo.

Johnson tem vindo a trabalhar em casa desde que foi anunciado que havia testado positivo à Covid-19. Presidiu a uma reunião por videochamada na manhã de sexta-feira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG