Covid-19

Boris Johnson recebeu primeira dose da vacina da AstraZeneca

Boris Johnson recebeu primeira dose da vacina da AstraZeneca

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson recebeu esta sexta-feira a sua primeira dose da vacina contra o coronavírus da AstraZeneca, um dia depois de os reguladores britânicos e europeus terem dado renovadas garantias sobre a segurança do imunizante.

"Não senti literalmente nada", disse na televisão o líder dos conservadores, de 56 anos, que foi vacinado no St Thomas' Hospital em Londres, onde passou três dias nos cuidados intensivos em abril de 2020 com covid-19.

"Não a posso recomendar o suficiente", acrescentou Boris Johnson, encorajando os seus compatriotas a tomarem a vacina, considerando que é o "melhor para todos".

Depois de a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ter concluído, na quinta-feira, que a vacina do grupo sueco-britânico era "segura e eficaz", vários países europeus retomaram a sua administração, depois de ter estado suspensa devido a receios de efeitos secundários graves, incluindo coágulos e tromboses.

O Reino Unido tem uma campanha maciça de vacinação desde o início de dezembro, tendo administrando mais de 26 milhões de primeiras doses de vacinas contra a covid-19.

Só na quinta-feira, foram injetadas 660.276 doses.

O país europeu mais atingido pela pandemia com mais de 126 mil mortes, o Reino Unido está a utilizar vacinas Pfizer/BioNTech e AstraZeneca, desenvolvidas com a Universidade de Oxford.

PUB

Uma terceira vacina, da Moderna, foi aprovada pelo regulador britânico e deverá estar disponível "nas próximas semanas", disse o ministro da Saúde, Matt Hancock, na quinta-feira.

Apesar de uma queda no fornecimento de vacinas prevista para abril, Johnson disse que o plano para o levantamento gradual das restrições relacionadas com a pandemia nas próximas semanas não será afetado.

O objetivo do governo continua a ser dar uma primeira dose da vacina contra o novo coronavírus a todos os maiores de 50 anos até meados de abril e a todos os adultos até ao final de julho.

Em França, o chefe de governo Jean Castex também recebeu uma dose de vacina AstraZeneca/Oxford.

Matt Hancock disse estar "satisfeito por o primeiro-ministro francês se estar a proteger com a vacina AstraZeneca/Oxford", numa mensagem em francês publicada no Twitter.

"Esta vacina está a salvar milhares de vidas", acrescentou Hancock.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG