Covid-19

Brasil chega a 18 milhões de casos e aproxima-se de 505 mil mortos

Brasil chega a 18 milhões de casos e aproxima-se de 505 mil mortos

O Brasil ultrapassou a barreira dos 18 milhões de casos de covid-19 (18.054.653) e aproxima-se de 505 mil óbitos (504.717) desde o início da pandemia, informou na terça-feira o Ministério da Saúde brasileiro.

Desse total, 2.131 mortes e 87.822 novas infeções foram contabilizadas nas últimas 24 horas, momento em que a taxa de incidência da doença no Brasil é de 240 mortes e 8.591 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela tutela da Saúde.

No momento em que uma terceira vaga da pandemia pode já estar a atingir o país, segundo especialistas, o Brasil voltou hoje a ser a nação com maior número de óbitos e de diagnósticos de covid-19 em todo o mundo nas últimas 24 horas, de acordo com o painel Worldometer.

Além disso, a nação sul-americana, com 212 milhões de habitantes, é a segunda com mais mortos em todo o mundo, depois dos Estados Unidos, e a terceira com mais infeções, antecedida pelos norte-americanos e pela Índia.

A nível nacional, São Paulo continua a ser o foco interno da pandemia, concentrando 3.610.743 diagnósticos positivos de Sars-CoV-2 e 123.101 vítimas mortais.

Das 27 unidades federativas brasileiras, seis já superam um milhão de casos, cada (São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia e Santa Catarina).

Segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, a média diária de mortes nos últimos sete dias atingiu hoje 2.003, face à média de 1.986 mortes diárias da semana anterior.

PUB

O país registou ainda uma média de 74.490 novos casos diários, o que também representa um aumento em relação à média de 70.870 novas infeções registadas na terça-feira da semana passada.

Já a taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 no Brasil continua elevada, chegando agora a 1,13, segundo um levantamento do Imperial College de Londres, atualizado hoje. Trata-se do maior índice desde março, quando a taxa chegou a 1,23, a mais alta registada neste ano.

Quando a taxa de contágio está acima de 1, significa que a Covid-19 avança sem controlo no país. Na semana passada, o Rt brasileiro estava em 1,07.

Num momento em que o Governo, presidido por Jair Bolsonaro, é investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito pela demora na aquisição de doses de vacinas contra a covid-19, cinco capitais estaduais suspenderam hoje a aplicação da primeira dose dos antídotos, segundo a imprensa local.

São Paulo, Florianópolis, Aracaju, Campo Grande e João Pessoa alegaram falta de doses para continuar a vacinação por faixas etárias e, por isso, decidiram vacinar apenas pessoas que procurem receber a segunda dose.

Até o momento, cerca de 30% da população brasileira já recebeu a primeira dose da vacina, enquanto pouco mais de 11% receberam a dosagem completa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG