Polícia Federal

Brasil destrói 41 portos clandestinos usados para tráfico de drogas e armas

Brasil destrói 41 portos clandestinos usados para tráfico de drogas e armas

As autoridades brasileiras destruíram 41 portos clandestinos localizados nas margens do Lago de Itaipu, uma área de proteção ambiental no Estado do Paraná, usados para o tráfico de drogas e armas, informou esta sexta-feira a Polícia Federal (PF).

Ao longo dos últimos 20 dias, a PF, em conjunto com a Polícia Militar e com o Exército Brasileiro, destruiu 41 portos clandestinos, num perímetro de aproximadamente 100 quilómetros entre os municípios de Guaíra e Santa Helena, no Paraná.

Segundo a PF, a primeira etapa da operação ocorreu em novembro do ano passado, período em que as autoridades procederam ao "levantamento georreferenciado e destruição de áreas utilizadas por criminosos, na promoção de tráfico de drogas e armas, bem como contrabando".

Considerando que esses portos clandestinos foram montados numa importante área ambiental do Lago de Itaipú, que está sob proteção, os proprietários dos terrenos foram identificados e poderão ser-lhes aplicadas medidas de acordo com a legislação ambiental em vigor, por permitirem a ocorrência de crimes nas suas propriedades, explicou a Polícia Federal.

A operação em causa, denominada Importunus 2, está inserida no Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas, focado nos crimes transfronteiriços e na diminuição dos índices criminais, garantindo a ordem pública e a paz social nas áreas onde é desencadeada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG