Brexit

Bruxelas confirma que recebeu "documentos" do Governo britânico

Bruxelas confirma que recebeu "documentos" do Governo britânico

A Comissão Europeia (CE) recebeu "documentos" do Reino Unido, que serão discutidos a nível técnico entre quinta e sexta-feira, dia em que o negociador-chefe da União Europeia se irá encontrar com o ministro britânico para o Brexit, foi esta quinta-feira anunciado.

"O que posso confirmar é que recebemos documentos do Reino Unido e com base neles teremos, entre hoje e amanhã, discussões técnicas sobre aspetos relacionados com temas aduaneiros, produtos manufaturados, e regras sanitárias e fitossanitárias. As discussões terão também lugar a nível político, uma vez que Michel Barnier, o negociador-chefe comunitário, vai encontrar-se com o ministro do 'Brexit' amanhã", precisou a porta-voz principal do executivo comunitário.

Mina Andreeva, que falava na conferência de imprensa diária da instituição em Bruxelas, escusou-se a tecer mais comentários sobre os documentos enviados pelo Governo britânico, liderado por Boris Johnson.

"São papéis e até podermos olhar para eles em detalhe não vou caracterizá-los mais do que como sendo papéis", referiu.

Andreeva negou ainda as informações, veiculadas por vários meios de comunicação europeus, de que os 27 teriam estabelecido 30 de setembro como prazo limite para que o Reino Unido apresente as suas "propostas alternativas" para desbloquear o impasse das negociações entre Bruxelas e Londres.

"Já li que [o prazo] eram 14, 13, 12 dias... O único que posso dizer é que cada dia conta. Se não há datas precisas a ser mencionadas, é porque não há um 'deadline'", esclareceu, apontando apenas o Conselho Europeu de 17 e 18 de outubro como "um marco" importante no processo da saída do Reino Unido da União Europeia, agendada para 31 de outubro.

A porta-voz reiterou que a regra do executivo comunitário é ser "construtivo" e "fazer avançar as negociações", de modo a que se registem progressos que permitam alcançar "o objetivo comum" de assegurar que o 'Brexit' assenta num "Acordo de Saída negociado".

"Ontem, o presidente [Jean-Claude] Juncker falou novamente ao telefone com o primeiro-ministro britânico. O Presidente Juncker reiterou o que disse no Parlamento Europeu, nomeadamente que um acordo é desejável e ainda possível e repetiu que o encontro de segunda-feira no Luxemburgo foi amigável, construtivo e, em parte, positivo", informou ainda.

Londres diz que enviou propostas para rever acordo

O Governo britânico anunciou esta quinta-feira que enviou propostas escritas à União Europeia (UE) sobre como rever o acordo de divórcio rejeitado pelo parlamento britânico.

O Governo "enviou documentos técnicos confidenciais que refletem as ideias que o Reino Unido tem avançado", lê-se num comunicado de Downing Street que precisa tratar-se de "non-papers", o que significa que são documentos oficiosos, que se destinam a ser discutidos e não constituem propostas formais.