Reino Unido

Cameron pediu ajuda a ex-polícia de Nova Iorque para travar motins

Cameron pediu ajuda a ex-polícia de Nova Iorque para travar motins

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediu ao antigo chefe da polícia nova-iorquina Bill Bratton que ajude as autoridades do Reino Unido a travar os motins que afectam várias cidades do país. A decisão não agradou a alguns polícias britânicos.

"O primeiro-ministro falou hoje com Bill Bratton para lhe agradecer o facto de ter aceitado juntar-se a uma série de reuniões no Reino Unido neste outono, a fim de partilhar a sua experiência em lidar com gangues quando era chefe da polícia de Boston, Nova Iorque e Los Angeles", afirmou um porta-voz de Cameron.

O mesmo responsável acrescentou que "Bill Bratton, que tem há muito tempo relações com a polícia britânica, dará as suas opiniões a título pessoal e de forma voluntária".

De acordo com a imprensa norte-americana, que anunciou a iniciativa britânica, Bratton terá afirmado ter recebido um convite de David Cameron para ser consultor da Scotland Yard e que deveria assumir em breve as funções no Reino Unido, onde não previa ficar a viver.

Uma associação de polícias britânicos já questinou o primeiro-ministro sobre a necessidade de pedir ajuda externa. Os agentes ingleses consideram que estão em melhor posição para ajudar Cameron.

Os motins que se iniciaram em Londres e se estenderam depois a outras cidades do Reino Unido já causaram cinco mortos e mais de 1.500 detenções.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG