Mundo

Cameron sugere venda da polémica "selfie" em leilão

Cameron sugere venda da polémica "selfie" em leilão

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, sugeriu que o polémico autoretrato ("selfie") tirado pela primeira-ministra dinamarquesa com o seu telemóvel durante as cerimónias fúnebres de Nelson Mandela fosse vendido em leilão e as verbas assim obtidas entregues a obras de caridade.

A sugestão surgiu na sequência da polémica pose em conjunto de David Cameron, Helle Thorning-Schmidt e Barack Obama para uma "selfie" colhida pela primeira-ministra dinamarquesa durante as exéquias em honra de Nelson Mandela.

Após tantas críticas, a governante mostrou-se envergonhada e prometeu destruir a imagem captada. Contudo, David Cameron avançou com uma ideia mais profícua: vender a foto em hasta pública, fazendo reverter os proventos para instituições sociais de apoio aos mais pobres.

A ideia do primeiro-ministro britânico foi dada a conhecer por fonte próxima do governante, muito embora não tenha sido confirmada nem desmentida pelo seu gabinete.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG