Covid-19

Canadá confirma dois primeiros casos da variante ómicron

Canadá confirma dois primeiros casos da variante ómicron

O Canadá confirmou, este domingo, os dois primeiros casos da variante ómicron do coronavírus que causa a covid-19, em pessoas que tinham viajado recentemente para a Nigéria.

Ambos os infetados estão em isolamento em Otava, capital do Canadá, e as autoridades sanitárias estão à procura de contactos próximos, anunciou em comunicado o Governo da província de Ontário.

O Canadá é o primeiro país do continente americano a reportar a nova variante do SARS-CoV-2.

A África do Sul, onde foi identificada inicialmente a ómicron, comunicou à Organização Mundial de Saúde (OMS) a deteção da nova estirpe na quarta-feira.

Na sexta-feira, a OMS classificou a nova variante do SARS-CoV-2, que provoca a doença respiratória pandémica covid-19, como variante "de preocupação" e batizou-a como ómicron, nome de uma letra do alfabeto grego.

Desconhece-se, ainda, com rigor, os efeitos da nova estirpe na transmissibilidade da infeção, severidade da doença ou na imunidade. Sabe-se que tem múltiplas mutações genéticas, algumas consideradas preocupantes, na proteína da espícula, "a chave" que permite ao vírus entrar nas células humanas.

PUB

De acordo com a OMS, dados preliminares apontam para um "risco acrescido de reinfeção" com a ómicron por comparação com outras variantes de preocupação, incluindo a delta, a mais contagiosa até à data e dominante no mundo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG