Eleições EUA

Trump vai pedir recontagem imediata de votos no Wisconsin

Trump vai pedir recontagem imediata de votos no Wisconsin

A campanha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai pedir, de imediato, a recontagem de votos no Wisconsin, alegando a existência de "irregularidades". Neste momento, a margem que separa os dois candidatos nesse estado é inferior a 1%. Com Biden na frente.

Embora os resultados eleitorais no Wisconsin ainda não estejam finalizados (foram contabilizados 98% dos votos), o candidato democrata, Joe Biden, segue na frente, com mais 20 mil votos.

Se a diferença no encerramento da votação for inferior a 1%, Trump poderá mesmo solicitar uma nova contagem.

Citado pelo "The Guardian", Bill Stepien, gestor de campanha de Trump, afirma que "tem havido irregularidades em vários condados de Wisconsin, que levantam sérias dúvidas sobre a validade dos resultados".

"O presidente está muito perto de solicitar uma recontagem e faremos isso imediatamente", acrescentou.

PUB

O resultado final das eleições presidenciais norte-americanas está dependente de cinco estados, entre os quais Wisconsin, que precisam de mais horas, ou até dias, para contar os votos por correspondência que chegaram em números históricos devido à pandemia de covid-19. Michigan, Pensilvânia, Georgia e Nevada são os restantes.

De recordar que o eleito, escolhido por voto indireto, tem de assegurar, no mínimo, 270 dos 538 "grandes eleitores" que compõem o Colégio Eleitoral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG