Sevilha

Cancelada missa da extrema-direita espanhola para recordar "crianças abortadas"

Cancelada missa da extrema-direita espanhola para recordar "crianças abortadas"

A proposta da realização de uma missa para homenagear as "crianças abortadas" em Espanha foi cancelada esta sexta-feira pelo arcebispo de Sevilha. A iniciativa que partiu do partido de extrema-direita Vox aconteceria este sábado às 11 horas.

A missa teria como propósito rezar pelas "crianças abortadas" e também pelas "mulheres em perigo de exclusão e com pensamentos de abortar". A ideia foi apresentada pelo grupo municipal do Vox, com apenas um vereador na câmara municipal de Gelves (Sevilha), e foi inicialmente aceite pelo arcebispo de Sevilha, Juan José Asenjo Pelegrina.

Porém, o arcebispo recuou na decisão e segundo o "El País" terá anunciado que a missa será celebrada normalmente e a referência às "crianças abortadas" será da responsabilidade do padre que celebrar a liturgia. O Vox anunciou em comunicado que este cancelamento está "fora do seu controlo". "Não pretedemos fazer política com isto", esclareceram.

O partido terá ainda assim uma iniciativa marcada para este sábado: vão fazer uma concentração onde vão usar bonecas em simulação de fetos com 14 semanas, o tempo permitido em Espanha para uma mulher interromper voluntariamente a gravidez.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG