Investigação

Cartas com explosivos foram enviadas da cidade espanhola de Valladolid

Cartas com explosivos foram enviadas da cidade espanhola de Valladolid

As autoridades concluíram que as cartas com material explosivo enviadas para várias entidades espanholas saíram da cidade de Valladolid. Mas desconhece-se o autor dos envios.

Segundo adianta o jornal "El Mundo", ainda não foi possível identificar a pessoa que as enviou, uma vez que os envelopes foram colocados em marcos de correio normais, sem câmaras de vigilância.

PUB

De recordar que, segundo informou o Ministério do Interior, a primeira carta foi endereçada ao primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez. Na quarta-feira, um pacote semelhante chegou à embaixada ucraniana em Espanha, ferindo sem gravidade um funcionário da instituição. No mesmo dia, um novo envelope foi detetado numa fábrica de armamento em Saragoça, região de Aragão (nordeste de Espanha), e detonada pela polícia.

Já na madrugada de quinta-feira, por volta das quatro da manhã, as autoridades espanholas receberam mais um alerta. Tinha sido encontrada outra carta na base aérea de Torrejón de Ardoz, em Madrid. Ainda na quinta-feira, os serviços de segurança do Ministério da Defesa também alertaram para a receção de uma encomenda similar.

O sexto envelope suspeito foi intercetado, pouco tempo depois, na embaixada dos Estados Unidos em Madrid.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG