Mundo

Casa de jovem criadora da página "Diário de Classe" é apedrejada

Casa de jovem criadora da página "Diário de Classe" é apedrejada

A polícia de Santa Catarina está a investigar o ataque à casa da estudante Isadora Faber, de 13 anos, criadora do "Diário de Classe", página através da qual denuncia a infraestrutura precária de sua escola, em Florianópolis, no sul do Brasil.

A avó da estudante, de 65 anos, foi atingida por uma pedra na testa, enquanto estava no quintal da casa junto com a filha, Mel Faber, e a neta. O ataque ocorreu na noite de segunda-feira.

Mel Faber disse que elas não viram quem atirou as pedras, mas acredita que tenha sido um senhor que foi citado diversas vezes na página "Diário de Classe". De acordo com a mãe da estudante, o mesmo senhor ameaçou o pai de Isadora com uma arma na tarde de terça-feira.

A idosa de 65 anos, que sofre de doença degenerativa, foi encaminhada para fazer exames médicos no Instituto Geral de Perícias e passa bem. A mãe da estudante revelou que já registou os dois casos na polícia.

Segundo Mel Faber, nas ameaças, o senhor citava o fato da família ser gaúcha, apesar de Isadora ter nascido em Florianópolis, capital de Santa Catarina, noticiou o portal Globo.com. Mel Faber disse ainda que o senhor terá mandado a família ir embora do local por não serem "nativos".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG