Protesto

Casa suburbana "afunda" no rio Tamisa em Londres

Casa suburbana "afunda" no rio Tamisa em Londres

Um novo protesto do grupo Extinction Rebellion levou um modelo de uma casa suburbana para o rio Tamisa, em Londres. O objetivo era alertar para as consequências das alterações climáticas, sobretudo as inundações que provocaram vários estragos nos últimos dias no norte de Inglaterra.

As ações de protesto dos Extinction Rebellion raramente são convencionais. No início de outubro deste ano pintaram de vermelho o edifício do Ministério das Finanças do Reino Unido com mais de mil litros de sangue falso. Desta vez, decidiram levar o modelo de uma casa suburbana, tipicamente londrina, para o rio Tamisa.

O modelo "A Casa Submersa" ("The Sinking House", o nome original) foi criado por Katey Burak e Rob Higgs, que procuraram sensibilizar para o impacto do Homem na Natureza. Ao lado da casa, no rio Tamisa, estavam ainda um microondas, canos de esgoto e chaminés submersos.

O impacto da casa ganha ainda mais relevo numa semana em que a Inglaterra foi local de várias inundações. Em Yorkshire, cerca de 700 moradores tiveram de abandonar as suas casas devido à subida das águas. Uma mulher morreu ao ser arrastada pela força da água em Derbyshire.

O primeiro-ministro britânico teve uma declaração que não terá agradado aos grupos de ação climática e particularmente os moradores afetados pelas inundações no norte de Inglaterra. "Não é uma emergência nacional", disse Boris Johnson em Derbyshire.

O governante explicou ainda que foram concedidos vários apoios para proteger os ingleses dos efeitos nefastos das inundações.