Califórnia

Casal acusado de homicídio por fogo causado por festa para revelar sexo do bebé

Casal acusado de homicídio por fogo causado por festa para revelar sexo do bebé

Um casal foi acusado de homicídio involuntário devido a um incêndio, em setembro do ano passado, na Califórnia, Estados Unidos, que terá sido provocado por um dispositivo pirotécnico gerador de fumo disparado durante uma festa de revelação do género do bebé, num parque de Yucaipa.

Esses dispositivos normalmente emitem um fumo azul ou cor-de-rosa para revelar o sexo de uma criança por nascer. Neste caso, o dispositivo provocou um grande incêndio de movimento rápido, que ficou conhecido como "o incêndio de El Dorado", a leste de San Bernardino, durante uma onda de calor recorde que atingiu o pico no sul da Califórnia.

Mais de 500 bombeiros e quatro helicópteros foram mobilizados para combater o fogo, que destruiu quase três mil hectares de floresta e resultou na morte do bombeiro do Serviço Florestal dos Estados Unidos Charles Morton. Outros dois bombeiros e mais 13 pessoas ficaram feridas no incêndio, que forçou centenas a fugir e destruiu cinco casas.

Na tarde de terça-feira, as autoridades norte-americanas anunciaram as acusações de homicídio involuntário contra Refugio Manuel Jimenez Jr. e Angelina Renee Jimenez, devido ao incêndio, revela o jornal "Los Angeles Times".

O casal também foi acusado ​​de três crimes de imprudência de causar incêndio com grandes lesões corporais, quatro crimes de imprudência de causar incêndio em estruturas habitadas e 22 crimes de contravenção por imprudência de causar incêndio em propriedade de outra pessoa, de acordo com o gabinete de advocacia do Condado de San Bernardino.

Numa conferência de imprensa, na terça-feira à tarde, o procurador Jason Anderson disse que os réus foram a tribunal naquele dia e que ambos se declararam inocentes. Ambos foram libertados sem fiança.

PUB

"Nada menos do que seis agências estiveram envolvidas na contenção, extinção e investigação do incêndio em El Dorado", disse Anderson. "Gostaria de agradecer pessoalmente ao Serviço Florestal dos Estados Unidos, Cal Fire, ao Corpo de Bombeiros do Condado de San Bernardino, à Divisão de Homicídios do Departamento do Xerife do Condado de San Bernardino e à cidade de Yucaipa", acrescentou.

Anderson também agradeceu ao público pela sua paciência enquanto o caso era investigado e analisado, dizendo que estava ciente de que muitos membros da comunidade podem ter ficado frustrados com o ritmo da investigação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG