Inglaterra

Casal leva bomba da Primeira Guerra para casa a achar que seria botija antiga

Casal leva bomba da Primeira Guerra para casa a achar que seria botija antiga

Rachel Wills e Simon Briscombe encontraram uma bomba da Primeira Guerra Mundial enquanto apanhavam lixo no rio Nidd, em Inglaterra. O casal levou o explosivo para casa crente de que seria uma botija de gás antiga.

Depois de terem terminado a limpeza de lixo na berma do rio Nidd, na passada segunda-feira, o casal transportou, no banco de trás do carro, uma bomba da Primeira Guerra. Entre lombas e solavancos, o objeto lamacento esteve a saltar durante toda a viagem, correndo o risco de explodir.

Só quando chegaram a casa e "limparam a sujidade" daquilo que acreditavam ser uma botija, é que perceberam que tinham encontrado um explosivo. Enquanto os jovens ligaram à brigada antibombas inglesa, o dispositivo começou a largar espuma "e a casca estava a borbulhar", disse Rachel ao "The Guardian". "Foi estranho e assustador", acrescentou.

Os serviços de emergência chegaram e evacuaram a casa do casal e 30 pessoas que vivem na rua.

Entre "uma máquina de costura de 1898, carrinhos, dinheiro, sapatos", Rachel confessou que já encontraram muitas coisas estranhas no rio, mas esta foi a primeira vez que foi preciso chamar o exército. O casal mostrou-se também indignado com a situação, uma vez que encontraram uma "bomba de verdade" e levaram-na para casa "atravessando lombas pelo caminho".

Acredita-se que as recentes inundações vividas na região tenham desalojado a bomba e facilitado a sua flutuação até à superfície. Apesar de toda a situação, "ainda bem que a bomba não foi encontrada por crianças", acrescentou o casal.

O incidente levou a que a estrada A59, no condado de Yorkshire, estivesse fechada durante duas horas. "Felizmente a equipa conseguiu descartar o objeto e o incidente teve um final seguro. Obrigado aos moradores pela paciência enquanto lidamos com o incidente", disse a polícia inglesa

PUB

As autoridades aconselharam a comunidade, caso encontre algum objeto semelhante, a ligar de imediato ao 112, a afastar-se 50 metros e a não tocar em nada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG