Espanha

Chegada dramática a Ceuta: polícia salva bebé no mar

Chegada dramática a Ceuta: polícia salva bebé no mar

A Guardia Civil de Espanha revelou imagens de crianças resgatadas no mar de Ceuta naquela que já é considerada uma das maiores ondas migratórias dos últimos tempos. Entre os salvamentos há um bebé de poucos meses.

A Guardia Civil de Espanha revelou no Twitter imagens do resgate de "dezenas de menores que chegavam a Ceuta por mar com as suas famílias", incluindo a de um agente com um bebé de poucos meses nas mãos, junto a uma bóia.

A imagem foi captada, na segunda-feira, depois de Juan Francisco, membro do Grupo Especial de Atividades Submarinas da Guardia Civil, se lançar ao mar e conseguir resgatar o bebé, vestido com um babygrow, luvas e com um gorro na cabeça, que tinha caído à água na praia de Tarajal. "O pai não podia com o bebé, afogavam-se, o guarda salvou-o", explicou um porta-voz da Guardia Civil citado pelo jornal ABC. O bebé estava bem, acrescentou. "TIvemos muitos destes resgates no limite. Os agentes saltaram para o mar sem pensar, tirando a roupa ou com ela, como se vê nas imagens", explicou.

Outras duas crianças resgatadas do mar são o rosto da chegada dramática a Ceuta por milhares de pessoas, oriundos de Marrocos. Homens, mulhes e crianças, muitos sem saberem nadar. Mais de oito mil desde segunda-feira que tentaram, assim, entrar em Espanha.

Algumas mães tentaram nadar com mais de uma criança junto a si. Havia algumas boias, mas sem a ajuda dos agentes "não teriam conseguido e estaríamos a falar de muitas mortes", disse o porta-voz da Guardia Civil

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG