Mundo

Chimpanzé atacou mulher e foi abatido

Chimpanzé atacou mulher e foi abatido

Um chimpanzé foi abatido pela polícia quando tentava atacar um agente da autoridade. Travis, de 10 anos, estava em fuga, depois de ter atacado uma mulher, que está internada em estado grave.

A vítima, Carla Nash, de 55 anos, sofreu lesões graves na cara, no pescoço e nas mãos e perdeu muito sangue, disse o capitão Richard Concklin, da polícia de Stamford, no Estado do Connecticut, nos EUA. A senhora estava a tentar ajudar a amiga, Sandra Herold, a meter o chimpanzé na jaula.

Travis havia fugido da gaiola usando a chave para abrir a porta. Quando o chimpanzé atacou Carla Nash, a dona do animal de estimação, Sandra Herold, esfaqueou o animal com uma faca de talhante e deu-lhe com uma pá.

PUB

Uma acção que afastou o animal, mas não o derrotou. Chamada
ao local, a polícia cercou animal, que havia saído para a rua. O chimpanzé, acossado, partiu o retrovisor de uma viatura e tentou entrar num carro policial, abrindo a porta do lado do condutor. O polícia que estava na viatura disparou sobre o animal, em auto-defesa.

Travis resistiu aos vários tiros e regressou a casa, onde mais tarde foi encontrado morto. 

"Foi criado como um filho por esta família. Anda de carro, abre portas. É um animal único. Não temos ideia do que provocou este comportamento", disse Richard Conklin. Não foi a primeira vez que o chimpanzé, conhecido por participar em vários anúncios de televisão, causou problemas. Em 2003, Travis fugiu de casa e espalhou o pânico na cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG