Mundo

Chinês raptado há 23 anos reencontrou família graças ao Google Maps

Chinês raptado há 23 anos reencontrou família graças ao Google Maps

Um chinês que foi raptado há 23 anos e vendido a uma família a milhares de quilómetros da sua terra natal reencontrou os pais biológicos graças ao Google Maps, revelou, esta sexta-feira, um canal de televisão da China.

Luo Gang, de 28 anos, reencontrou a família, natural da província de Sichuan, depois de ter vivido com os pais adotivos em Fujian, a 1.500 quilómetros do local onde nasceu e de anos a procurar a sua família biológica.

Luo, que foi raptado com cinco anos, lembrava-se que a sua terra natal tinha duas pontes e com esse detalhe desenhou um pequeno mapa do lugar onde viveu e publicou-o numa página da Internet destinada à reunião de famílias cujos filhos foram sequestrados.

Voluntários desse portal sugeriram a Luo vários locais na China que poderiam corresponder ao local onde foi sequestrado e o jovem procurou-os no Google Maps.

Quando analisava um deles, chamado Yaojiaba, encontrou semelhanças com a sua terra natal e deslocou-se até essa localidade, onde acabou por reencontrar os pais e avós biológicos, um momento que foi captado pelo canal de televisão Hunan TV.

"Cada vez que pensava no meu filho não conseguia parar de chorar, imaginando que poderia estar a passar fome ou que não teria roupa suficiente", disse a mãe aos jornalistas.

Luo explicou que a família adotiva o tratava bem, mas que sempre teve a esperança de reencontrar os pais biológicos.

PUB

Todos os anos milhares de crianças são raptadas na China por máfias para serem vendidas a casais que não podem ter filhos ou que querem ter um filho homem ou a fábricas para aí trabalharem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG