Afeganistão

Cidadãos britânicos entre as vítimas mortais do atentado em Cabul

Cidadãos britânicos entre as vítimas mortais do atentado em Cabul

Dois britânicos e o filho de outro cidadão britânico morreram no ataque de quinta-feira no aeroporto de Cabul, que provocou pelo menos 95 mortos e 150 feridos, anunciou esta sexta-feira o Governo do Reino Unido.

"Fiquei profundamente triste ao saber que dois cidadãos britânicos e o filho de outro cidadão britânico foram mortos no ataque terrorista de quinta-feira, e que outros dois ficaram feridos", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dominic Raab, num comunicado.

"Eram pessoas inocentes e é uma tragédia que ao procurarem trazer os seus entes queridos para a segurança no Reino Unido tenham sido assassinados por terroristas cobardes", afirmou.

Além de afegãos e britânicos, o duplo atentado bombista junto ao aeroporto de Cabul matou 13 militares norte-americanos.

O ataque terrorista foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico da Província de Khorasan (ISKP, na sigla em inglês).

PUB

"O desprezível ataque (...) sublinha os perigos enfrentados por aqueles que se encontram no Afeganistão e reforça a razão pela qual estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para tirar as pessoas de lá", disse Raab.

"Não viraremos as costas àqueles que olham para nós quando necessitam e nunca seremos intimidados por terroristas", acrescentou.

A estação britânica Sky News disse que as três vítimas mortais do atentado referidas por Dominic Raab eram de três famílias diferentes e estavam fora do aeroporto, à espera de ter acesso a um voo para saírem do Afeganistão.

Entre os feridos, há também pelo menos outros dois cidadãos britânicos, segundo a Sky.

Um dos feridos foi transferido para o aeroporto, onde foi assistido por médicos militares, e será transportado para o Reino Unido nas próximas horas.

A outra vítima ferida, uma criança, está a ser tratada num hospital em Cabul, acrescenta a TV britânica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG