cuba

Cinco dançarinos do Ballet Nacional de Cuba pedem asilo ao Canadá

Cinco dançarinos do Ballet Nacional de Cuba pedem asilo ao Canadá

Cinco dançarinos do Ballet Nacional de Cuba, entre os quais o primeiro bailarino Elier Bourzac, pediram asilo ao Canadá, noticiou na terça-feira o jornal canadiano The Montreal Gazette.

Os artistas cubanos que pediram asilo às autoridades do Canadá são, segundo a mesma fonte, a mulher de Bourzac, Patrícia González, de 24 anos, Jorge Villazón, de 32, Yadil Suárez, de 22, e Hugo Rodríguez, de 20 anos.

Elier Bourzac explicou ao jornal que a decisão de ficar no país após a actuação que o Ballet Nacional de Cuba realizou no mês passado em Montreal tem "razões artísticas".

"Em Cuba, onde se pratica exclusivamente dança clássica, cheguei até onde quis chegar no ballet clássico (...). Gostava de explorar a dança contemporânea e trabalhar com coreógrafos internacionais", acrescentou o dançarino cubano.

O presidente cubano, Raúl Casto, reconheceu na terça-feira que as reformas económicas de Cuba vão demorar pelo menos cinco anos a avançar.

Para o chefe de Estado cubano, existe um atraso no processo de ajustamento laboral para reduzir os quadros do Estado, uma das principais medidas do plano.

O Governo de Raúl Castro está a impulsionar um plano de ajustamento económico para combater a grave crise que desde há várias décadas afecta o país.

PUB

Entre as medidas mais importantes destaca-se a reforma do sector estatal, em que estavam anunciados para este ano 500 mil despedimentos, a par do aumento do trabalho por conta própria, o que na prática pressupõe uma certa abertura à iniciativa privada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG