Washington

Cinco fetos encontrados em casa de ativista antiaborto nos EUA

Cinco fetos encontrados em casa de ativista antiaborto nos EUA

Cinco fetos foram encontrados na casa de uma ativista antiaborto em Washington, nos Estados Unidos, na sequência de uma busca policial.

As autoridades norte-americanas encontraram, na quarta-feira, cinco fetos na residência de Lauren Handy, líder do grupo antiaborto "Progressive Anti-Abortion Uprising", em Washington. De acordo com a Polícia, citada pela imprensa norte-americana, os fetos foram encontrados na sequência de uma denúncia que dava conta da existência de "material com potencial risco biológico" naquela habitação.

Embora as autoridades não confirmem, através de fonte oficial, que a casa pertence a Lauren, auto-descrita como uma "anarquista católica", dois polícias disseram ao "Washington Post" que a ativista de 28 anos, que foi detida, vive lá - o que foi confirmado também por um jornalista de investigação de um órgão de comunicação local.

"Quando perguntei à ativista antiaborto Lauren Handy o que é que os detetives do departamento de Homicídios retiraram da casa dela na quarta-feira, ela disse apenas que as pessoas se iam passar quando soubessem", escreveu o repórter da WUSA9 Nathan Baca, no Twitter.

A inusitada descoberta, sobre cuja proveniência ainda nada se sabe, foi feita no mesmo dia em que Lauren foi indiciada por um incidente numa clínica de planeamento familiar, ocorrido em outubro de 2020. É suspeita de ter feito uma marcação na clínica Surgi-Clinic, dando um nome falso, com o pretexto de querer realizar um aborto. Mas acabou por invadir o espaço e, acompanhada de mais oito pessoas, agredir funcionários e pacientes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG