Segurança

Cinco migrantes mortos em naufrágio ao largo da ilha espanhola de Lanzarote

Cinco migrantes mortos em naufrágio ao largo da ilha espanhola de Lanzarote

Cinco migrantes morreram e outros seis estão dados como desaparecidos na sequência de um naufrágio ao largo da ilha espanhola de Lanzarote, informaram hoje as autoridades locais.

Segundo as mesmas fontes, a embarcação em que viajavam não terá conseguido resistir à forte ondulação sentida na zona e voltou-se.

"Os bombeiros conseguiram encontrar cinco corpos, apesar das dificuldades provocadas pela forte ondulação, responsável pela capotagem da embarcação", explicou a administração local de Lanzarote, ilha do arquipélago das Canárias, perto de Marrocos, num comunicado.

As equipas de socorro conseguiram resgatar outras quatro pessoas que viajavam na mesma embarcação precária, que teria a bordo um total de 15 migrantes, afirmou, em declarações à estação pública espanhola TVE, um porta-voz dos serviços de emergência de Lanzarote, Isidoro Blanco.

"Outras seis pessoas estão dadas como desaparecidas", acrescentou o mesmo porta-voz, sublinhando que o mar "está perigoso", "com ondas de três ou quatro metros".

Os sobreviventes do naufrágio relataram que tinham partido na passada sexta-feira, segundo indicou Isidoro Blanco.

Nenhuma informação foi fornecida sobre o país de origem ou sobre a identidade dos migrantes.

As buscas prosseguem no local, envolvendo meios aéreos e marítimos, indicaram os serviços de emergência locais através da rede social Twitter.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG