Ataque

Nove mortos em tiroteio num local turístico da Jordânia

Nove mortos em tiroteio num local turístico da Jordânia

Pelo menos nove pessoas morreram, entre elas uma turista canadiana, na sequência de um ataque de homens armados a uma esquadra e veículos da polícia no sul da Jordânia.

O ataque ocorreu em Karak, um local turístico conhecido por ter um dos maiores castelos construídos pelos Cruzados, a cerca de 118 quilómetros a sul da capital Amã.

De acordo com um comunicado do Departamento de Segurança Nacional, os mortos são cinco polícias, três civis - cuja nacionalidade não foi indicada - e uma turista canadiana, mas não foi avançado o número de feridos ou hospitalizados.

O departamento acrescenta que a operação continua contra os assaltantes armados, que, podem ser cinco ou seis, estariam entrincheirados na cidadela de Karak, a 120 quilómetros ao sul de Amã, capital da Jordânia.

A cidadela de Karak é um castelo construído pelos Templários na Idade Média, e é um conhecido ponto turístico na Jordânia.

Segundo o "El País", chegou a haver 14 reféns dentro do castelo, que entretanto já foram libertados. O Departamento de Segurança Nacional não indicou se foram feitos reféns.

Em junho, a Jordânia foi palco de um atentado à bomba com um automóvel próximo da fronteira com a Síria, e foram assassinados seis soldados.

Até agora, o país tem-se mantido relativamente estável, e não sofreu ações terroristas em comparação com os países vizinhos, mas tem estado na mira do grupo jihadista do Estado Islâmico (EI) devido à sua participação na coligação militar liderada pelos Estados Unidos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG