Mundo

Cinzas causaram perdas de 17 milhões numa só província da Argentina

Cinzas causaram perdas de 17 milhões numa só província da Argentina

O Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA) da Argentina calculou hoje em 100 milhões de pesos (17 milhões de euros) as perdas causadas no setor agrícola da província de Rio Negro pelas cinzas do vulcão chileno Puyehue.

Segundo aquele organismo, "só o impacto nos rendimentos da lã ascendeu a perdas de 16 milhões de pesos (2,6 milhões de euros) naquela região", a que se somam os prejuízos pela morte de animais e queda dos índices de produção.

O estudo refere-se apenas a Rio Negro, província dedicada essencialmente à criação de gado ovino e produção de frutas e que foi a mais afetada da Argentina pela queda de cinzas, que atingiram cerca de 3,9 milhões de hectares, onde se concentram 1.400 produtores, 28.500 cabeças de gado ovino e 77.700 cabeças de gado caprino.

Na província argentina de Neuquén, as cinzas do vulcão chileno afectaram o sector do turismo.

O vulcão Puyehue entrou em erupção a 4 de Junho, criando uma nuvem de cinzas que causou perturbações nas operações aéreas da Argentina, Uruguai, Paraguai e Brasil, assim como da Austrália e Nova Zelândia.