Espanha

Ciudadanos fez história e é "eixo de nova transição" em Espanha

Ciudadanos fez história e é "eixo de nova transição" em Espanha

O presidente do Ciudadanos garantiu, domingo à noite, que o partido "fez história" ao transformar-se num "eixo da nova transição", com 40 deputados "depositários de gente de boa fé que quer que Espanha volte a ser decente".

Albert Rivera falava em conferência de imprensa, em Madrid, durante a qual disse ter confirmado que o partido ocupa o "novo centro político" em Espanha.

Riviera sublinhou que o Ciudadanos vai "pensar em todos os espanhóis e não em grupos, vai renovar a forma de fazer política e tratar os espanhóis como adultos".

O responsável sublinhou que os 40 deputados vão tentar representar todos os espanhóis e não apenas os seus eleitores, porque todos os cidadãos "são compatriotas".

Riviera afirmou ter começado uma "etapa de esperança" porque 3,5 milhões de eleitores do partido decidiram que "já basta de vermelhos e azuis", numa referência às cores do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e do Partido Popular (PP).

O Partido Popular (PP) ganhou as eleições espanholas de hoje com 123 deputados e 28,7 por cento dos votos, seguido do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), com 90 deputados e 22%, quando estão escrutinados 99,5% dos boletins.

O Podemos tem 69 lugares, com cerca de 20,6%, seguindo-se o Ciudadanos, com 40 deputados e 13,9%.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG