Síria

Condenação da repressão na Síria votada em breve na ONU

Condenação da repressão na Síria votada em breve na ONU

O projecto de resolução europeu condenando a repressão do regime da Síria, apresentado quarta-feira no Conselho de Segurança da ONU, deverá ser votado "nos próximos dias", anunciou o embaixador britânico, Mark Lyall Grant.

"O mundo não deve permanecer em silêncio face aos acontecimentos chocantes que acontecem" na Síria, disse o embaixador, em declarações aos jornalistas, depois de uma reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas sobre o projecto de resolução europeu.

"Esperamos, portanto, que uma votação sobre a resolução terá lugar nos próximos dias. Esperamos que todos os membros [do Conselho] votem a favor do texto", acrescentou o diplomata.

Lyall Grant precisou que o texto, promovido por França, Reino Unido, Alemanha e Portugal, pede ao regime de Damasco o fim imediato da violência contra a oposição síria, bem como o levantamento do cerco militar imposto em diversas cidades do país.

Ao contrário do que ocorreu com a Líbia, o projecto de resolução não faz referência a qualquer intervenção militar ou a sanções contra o regime de Damasco.

Activistas de direitos humanos na Síria afirmam que mais de mil pessoas foram mortas em consequência da violenta repressão dos protestos contra o regime do Presidente Bachar al-Assad, que se iniciaram a 15 de Março.