Inglaterra

Condutor do camião com 39 mortos admite culpa em esquema ilegal

Condutor do camião com 39 mortos admite culpa em esquema ilegal

Maurice Robinson, de 25 anos, identificado como o condutor do camião onde foram encontradas 39 pessoas mortas, confessou que integrou uma rede que ajudava à imigração ilegal.

Na sessão desta segunda-feira no tribunal criminal de Londres, onde Robinson participou por videoconferência a partir da prisão de Belmarsh, o irlandês de 25 anos admitiu ter participado num esquema que possibilitou, entre 1 de maio de 2018 e 24 de outubro de 2019, a entrada ilegal de imigrantes no Reino Unido. E confessou também a aquisição de propriedade criminal, nomeadamente dinheiro.

Mas os 39 crimes de homicídio de que o motorista está a ser acusado não foram abordados na audiência, pelo que o suspeito não se declarou culpado, pelo menos para já, pelas dezenas de mortes.

No dia 23 de outubro, os corpos de 31 homens e oito mulheres - mais tarde identificados como vietnamitas - foram encontrados sem vida num camião frigorífico, num parque industrial em Essex, cerca de 30 quilómetros a leste de Londres. Robinson, natural da Irlanda do Norte, foi detido pouco depois de as autoridades terem chegado ao local. As autoridades já apuraram que o camião chegou ao porto de Purfleet, no rio Tamisa, proveniente de Zeebrugge, na Bélgica.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG