O Jogo ao Vivo

Funeral de Isabel II

Convidados VIP sem jatos ou helicópteros e um autocarro para chegar a Westminster

Convidados VIP sem jatos ou helicópteros e um autocarro para chegar a Westminster

O portal europeu "Politico", revelou este domingo alguns pormenores sobre as regras a cumprir por chefes de Estado estrangeiros no dia do funeral de Isabel II. Foram aconselhados a viajar em voos comerciais e proibidos de utilizar helicópteros, jatos privados e até mesmo os próprios carros para chegar à Abadia de Westminster.

De acordo com documentos oficiais a que o "Politico" teve acesso, foram convidados para o funeral de Isabel II apenas chefes de Estado estrangeiros e os respetivos cônjuges ou companheiros de Governo. Isto porque, a Abadia de Westminster estará lotada, impossibilitando a presença de mais do que um representante por país e outra pessoa comparecer, lamentou o gabinete da Commonwealth numa mensagem oficial do protocolo sobre o evento.

Os chefes de estado que não puderem comparecer podem nomear outro chefe de governo ou ministro como seu representante oficial. De acordo com o mesmo documento, o rei Carlos III fará uma receção a todos os líderes estrangeiros no Palácio de Buckingham na noite anterior ao funeral.

PUB

Já no dia da cerimónia, os chefes de Estado e respetivos companheiros vão ser levados até à Abadia de Westminster de autocarro. Serão obrigados a deixar os seus próprios carros num lugar no oeste de Londres "por causa da segurança e das restrições nas estradas", cita o Politico.

Após o funeral, os líderes estrangeiros serão escoltados a pé até Dean's Yard, ainda dentro da abadia, para participar numa receção oferecida por James Cleverly, Secretário de Estado do Reino Unido para os Assuntos Externos e a Commonwealth britânica. Terminada a receção, regressarão de autocarro ao oeste de Londres, onde ficaram os seus carros.

Heathrow não receberá voos privados

"Sempre que possível", aconselhou o gabinete da Commonwealth, os convidados devem chegar ao Reino Unido em voos comerciais. O aeroporto de Londres Heathrow não estará disponível para voos privados ou estacionamento de aeronaves, alertou o mesmo gabinete. Quem insistir em viajar de jato particular deverá seguir para "aeroportos menos movimentados" em Londres, acrescentou.

O uso de helicópteros para deslocações entre aeroportos e outros locais foi proibido "devido ao número de voos operando no momento".

Numa nota mais familiar para todos os passageiros cansados que têm passado pelos aeroportos do Reino Unido, o gabinete alertou que "imprevistos podem exigir que voos comerciais e privados sejam desviados do aeroporto de chegada pretendido".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG