Pandemia

Coreia do Norte celebra "brilhante sucesso" na luta contra o coronavírus

Coreia do Norte celebra "brilhante sucesso" na luta contra o coronavírus

O líder norte-coreano Kim Jong Un comemorou, esta sexta feira, o "brilhante sucesso" do país na luta contra a covid-19

A afirmação de Kim Jong Un foi feita durante uma reunião do Partido dos Trabalhadores dedicada ao impacto do vírus.

O país fechou as fronteiras e manteve milhares de pessoas isoladas por seis meses. "Prevenimos completamente a propagação desse vírus maligno" e mantivemos "uma situação antiepidémica estável, apesar da crise mundial de saúde", afirmou, segundo a agência oficial da Coreia do Norte, a KCNA.

É um "brilhante sucesso alcançado graças à liderança perspicaz do comité central do partido e ao forte espírito de voluntariado demonstrado por todos aqueles que se movem como um seguindo as ordens do comité central do partido", declarou o líder norte-coreano.

Ele repetiu que "um fim apressado das medidas antiepidémicas levaria a uma crise inimaginável e irreparável", de acordo com a KCNA.

Pyongyang não relatou nenhum caso de covid-19, informação contestada por especialistas, tendo como base que o vírus apareceu na China vizinha e espalhou-se para todos os continentes.

Um especialista da ONU alertou no mês passado sobre a insegurança alimentar (quando o acesso e a disponibilidade de alimentos são escassos) como resultado de fechar fronteiras.

Antes da crise do coronavírus mais de 40% da população norte-coreana apresentava insegurança alimentar, com muitos casos de desnutrição.

De acordo com notícias publicadas hoje na Coreia do Sul, Kim durante a reunião do Partido dos Trabalhadores em Pyongyang disse que é preciso manter "alerta máximo" sem o mínimo de "complacência" enquanto o vírus continua a "espalhar-se pelos países vizinhos".

Segundo notícias publicadas, o líder norte-coreano criticou a "falta da atenção" de muitos elementos das autoridades da Coreia do Norte avisando que "o relaxamento em relação à pandemia pode conduzir a resultados inimagináveis e a uma crise irrecuperável".

Hoje, o jornal da Coreia do Norte, Rodong Sinmun, publicou várias fotografias de Kim Jong-un durante a reunião do politburo, tratando-se das primeiras imagens do líder norte-coreano a serem difundidas desde o mês passado.

As fotografias mostram que o dirigente e os membros da cúpula do partido não usavam máscara de proteção sanitária.

As declarações de Kim Jong-un sugerem que as fronteiras entre a Coreia do Norte e a República Popular da China vão continuar fechadas.

Outras Notícias