Coreia do Sul

Coreia do Sul lamenta rejeição de Pyongyang ao diálogo

Coreia do Sul lamenta rejeição de Pyongyang ao diálogo

A Coreia do Sul lamentou, esta segunda-feira, que Pyongyang tenha rejeitado a sua proposta de diálogo e as tropas sul-coreanas mantêm-se em alerta máximo na expectativa de um teste de míssil norte-coreano.

A presidente sul-coreana, Park Geun-Hye, tem procurado nos últimos dias propor conversações com a Coreia do Norte para aliviar a tensão militar na península coreana.

A resposta imediata de Pyongyang foi negativa, já que o regime norte-coreano considera que as propostas do sul são "vazias" e não passam de alegadas manobras para encobrir "políticas agressivas" de Seul.

"É muito lamentável que o norte tenha rejeitado a nossa proposta de diálogo, que foi feita após muita deliberação", disse aos jornalistas o porta-voz do Ministério da Unificação sul-coreano, Kim Hyung-Seok.

A resposta de Pyongyang foi "totalmente incompreensível", acrescentou.

A península coreana está sob grande tensão desde que Pyongyang levou a cabo o seu terceiro teste nuclear em fevereiro, que levou as Nações Unidas a imporem novas sanções, despoletando uma onda de ameaças da Coreia do Norte.

A Coreia do Sul suspeita que o regime de Pyongyang se prepara para realizar em breve um teste de míssil.

Outras Notícias