O Jogo ao Vivo

Mundo

Corpo de Kadafi espera data do funeral numa câmara frigorífica

Corpo de Kadafi espera data do funeral numa câmara frigorífica

O Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos quer uma investigação às circunstâncias em que ocorreu a morte de Kadafi. O funeral do ex-ditador ainda não tem data marcada. A única certeza é que a NATO sairá da Líbia até ao final deste mês.

Os países-membros da NATO decidiram terminar a operação militar na Líbia até 31 deste mês. Numa conferência de Imprensa ao início da noite, o secretário-geral da Aliança Atlântica, Anders Rasmussen disse que a NATO não manterá qualquer força no terreno após a fim da operação militar.

Esta sexta-feira, o dia ficou também marcado pelas dúvidas sobre a forma como o antigo ditador líbio morreu, na quinta-feira, que aumentam à medida que vão sendo conhecidas novas imagens sobre o que aconteceu em Sirte.

Há indícios de que Muammar Kadafi poderá ter sido executado pelos guerrilheiros rebeldes, o que, a confirmar-se, viola a Convenção de Genebra. A viúva também já pediu uma investigação.

Em declarações à Reuters, o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, lembra que "as execuções sumárias são estritamente proíbidas pela lei internacional em qualquer circunstância". "(...) se alguém é capturado e deliberadamente morto, então isso é um assunto muito sério", sublinhou.

O médico forense Ibrahim Tika, que examinou o cadáver do antigo ditador, assegurou à Al-Jazira que Kadafi foi morto com um tiro na cabeça. Segundo este clínico, o coronel estava vivo aquando da sua captura e foi depois alvejado na cabeça, o que contraria a versão oficial do Conselho Nacional de Transição (CNT).

Mohammed Sayeh, membro do CNT, disse à BBC duvidar de que Kadafi tenha sido executado, mas acrescentou: "Mesmo que tenha sido intencionalmente morto, ele mereceu-o".

As mesmas dúvidas colocam-se em relação a Mutassim, o filho de Kadafi que morreu no mesmo dia. Imagens divulgadas por um guerrilheiro rebelde mostram o corpo de Mutassim perfurado em vários locais, indiciando que este possa ter sido executado, segundo o jornal espanhol "El Mundo".

Entretanto, o funeral de Kadafi terá sido adiado "por alguns dias", até serem esclarecidas as circunstâncias da sua morte. O antigo ditador será enterrado num local secreto e apenas com a presença de um imã e de poucas pessoas, disse Mohamed Essayed, membro do CNT, à Al-Jazira. "O seu corpo será lavado e vestido de acordo com os rituais muçulmanos", disse o comandante militar Abdul-Salam Eleiwa. O corpo da Kadafi está guardado numa câmara frigorífica de um antigo mercado de Misrata.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG