Investigação

Crime no Canadá: Barco a remos abandonado traz novas pistas às autoridades

Crime no Canadá: Barco a remos abandonado traz novas pistas às autoridades

A polícia do Canadá enviou uma equipa de busca submarina para a região mais a norte de Manitoba, depois de as autoridades terem encontrado um barco abandonado que poderá ter sido usado por dois rapazes suspeitos de terem assassinado três pessoas.

Kam McLeod, de 19 anos, e Bryer Schmegelsky, de 18 anos, estão em fuga há duas semanas e a polícia continua atenta a qualquer indício que possa ajudar a chegar aos dois homens.

Um barco foi avistado na sexta-feira no rio Nelson, perto da cidade de Gillam onde as buscas estão centradas. "Passou por alguns rápidos e está visivelmente danificado", referiu um polícia. Um bidão de água também foi encontrado no local.

Apesar de o barco não estar diretamente relacionado com a dupla suspeita, a Polícia Montada do Canadá está no local na tentativa de encontrar alguma ligação aos dois rapazes.

Os jovens são os principais suspeitos do duplo assassinato do australiano Licas Fowler, de 23 anos, e da norte-americana Chynna Deesde, de 24 anos. Ambos foram encontrados mortos com marcas de bala no passado dia 15 de julho. Poucos dias depois, as autoridades encontraram o cadáver de Leonard Dyck, um cientista do Canadá, que também terá sido assassinado pelos dois rapazes.

Até ao momento, as buscas pelos dois rapazes já passaram por cinco diferentes províncias e envolveram elementos da Polícia Montada do Canadá, da polícia local, os militares e um grupo de proteção responsável por preservar a comunidade indígena.

Ainda assim, e apesar do aparato policial, o último registo do avistamento dos dois rapazes remonta ao dia 23 de julho.