Itália

Teste preliminar exclui coronavírus em cruzeiro retido em Itália

Teste preliminar exclui coronavírus em cruzeiro retido em Itália

Milhares de passageiros a bordo de um navio de cruzeiro da companhia Costa Crociere estão impedidos de desembarcar no porto italiano de Civitavecchia porque uma passageira de Macau apresenta sintomas compatíveis com o coronavírus. Testes preliminares deram negativos e já mais de mil pessoas foram autorizadas a sair do navio.

O navio "Costa Smeralda", que efetuou escalas nas cidades espanholas de Palma de Maiorca, Barcelona e ainda em Marselha, em França, encontra-se ao largo do porto de Civitavecchia, perto de Roma.

As primeiras análises realizadas esta quinta-feira, cujos resultados foram conhecido ao início da tarde, deram negativo para coronavírus, mas não excluem ainda totalmente a presença do vírus. Das cerca de sete mil pessoas que seguiam a bordo, 1143 foram já autorizadas a desembarcar, apesar da discordãncia do presidente da câmara local.

A mulher apresentava sintomas compatíveis com o coronavirus: febre e problemas respiratórios e foi isolada assim como o marido que não apresenta problemas de saúde.

Uma equipa do Hospital de Spallanzani, Roma, esteve a bordo do cruzeiro, e já regressou ao laboratório hospitalar onde está a proceder às análises.

O jornal italiano "Corrieri della Sera", na sua edição online, diz que a mulher viaja com o marido e que o casal, oriundo de Macau, embarcou no porto italiano de Savona, Génova, depois de ter viajado de avião a partir de Hong Kong para Itália onde chegou através do aeroporto de Malpensa, Milão, no passado sábado.

O epicentro da epidemia está localizado na cidade de Wuhan, República Popular da China país onde já fez 170 mortos sendo que mais de seis mil pessoas se encontram infetadas.

Além da China e dos territórios chineses de Macau e Hong Kong, há pelos menos 50 casos confirmados do novo coronavírus em 18 outros países - na Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Austrália, Finlândia, Emirados Árabes Unidos, Camboja, Filipinas e Índia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG