Acidente

Dados da "caixa negra" de avião indonésio analisados em Jacarta

Dados da "caixa negra" de avião indonésio analisados em Jacarta

As equipas de investigação conseguiram recuperar os dados de uma das "caixas negras" do avião comercial indonésios que se despenhou sábado no Mar de Java, informaram as autoridades de Jacarta.

O diretor do Comité Nacional de Segurança e Transporte da Indonésia, ​​​​​​​Soerjanto Tjahjono, afirmou que "há 330 parâmetros e estão todos em boas condições" e que se está "a investigar neste momento". O equipamento de gravação ("caixa negra") contém informações sobre a velocidade, altitude e direção do avião e que podem ajudar a determinar a causa do desastre.

O aparelho da companhia comercial indonésia Sriwijaya despenhou-se pouco depois de descolar do Aeroporto Internacional Sukarno-Hatta, Jacarta, com destino Pontianak, capital do Bornéu Ocidental.

Centenas de mergulhadores, apoiados por embarcações e meios aéreos, mantêm as buscas aos destroços do avião, a cerca de 20 metros de profundidade, ao largo do arquipélago Mil Ilhas situado a poucos quilómetros da capital da Indonésia.

As autoridades informaram hoje que as buscas vão continuar durante pelo menos mais três dias na tentativa de localizar o gravador ("caixa negra") da cabine dos pilotos.

A outra "caixa negra" foi encontrada na terça-feira.

PUB

Entretanto, continuam as tarefas de identificação dos corpos das vítimas que foram recuperados até ao momento e que foram levadas para um hospital de Jacarta.

Graças às amostras de ADN das famílias identificaram-se doze ocupantes do aparelho: três membros da tripulação e nove passageiros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG