Inglaterra

David Cameron promete combater "cultura de medo"

David Cameron promete combater "cultura de medo"

O primeiro-ministro britânico prometeu, esta quinta-feira, lutar contra a "cultura de medo" no Reino Unido, numa comunicação na Câmara dos Comuns, reunida em sessão extraordinária para discutir as circunstâncias dos motins dos últimos dias.

David Cameron prometeu que o governo está a "actuar com firmeza" para restaurar a ordem em Londres e nas outras cidades onde foram registados distúrbios nos últimos dias. "Não permitiremos que uma cultura de medo exista nas nossas ruas", declarou.

O chefe do governo britânico acrescentou que fará "o que for necessário para restaurar a lei e ordem e reconstruir as nossas comunidades".

David Cameron reiterou que "nada deve ser afastado" no combate à violência, incluindo limitações a redes sociais e meios de comunicação usados para organizar os ataques.

David Cameron adiantou ainda que serão estudados exemplos, como a cidade norte-americana de Boston, quanto a formas de combater gangues de delinquentes. "Esta é a altura para o nosso país se unir", exortou.

"Para as pessoas que respeitam a lei e seguem as regras, e que são a grande maioria neste país, eu digo que a resposta começou, que vamos proteger-vos. Se tiveram o ganha-pão ou propriedades danificadas, iremos compensar-vos", prometeu.

"À minoria sem lei, os criminosos que levaram o que puderam", avisou: "Vamos atrás de vocês, vamos encontrar-vos, vamos processar-vos e vamos castigar-vos. Vão pagar pelo que fizeram".

PUB

David Cameron afirmou que é necessário "mostrar ao mundo, que assistiu chocado, que os responsáveis pela violência a que vimos nas nossas ruas não são de forma alguma representativos do nosso país ou da nossa juventude".

"Precisamos de mostrar-lhes que conseguimos lidar com a nossa sociedade fracturada", continuou, "e restaurar um sentimento mais forte de moralidade e responsabilidade".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG