Mundo

Defeito em sistema elétrico é a causa mais provável do incêndio em base na Antártida

Defeito em sistema elétrico é a causa mais provável do incêndio em base na Antártida

Uma falha no sistema elétrico pode ter sido a causa do incêndio que destruiu no sábado 70% da base militar e científica brasileira na Antártida e provocou dois mortos e um ferido, segundo fonte diplomática.

"Há informações preliminares de que houve uma falha no sistema elétrico. Ao que tudo indica, houve um defeito", afirmou o embaixador brasileiro no Chile, Frederico Cesar de Araújo, citado pela Agência Brasil.

No sábado, a Marinha divulgou um comunicado no qual informava que o fogo teve início num local conhecido como "praça das máquinas", onde estava localizado o gerador de energia da base.

O Ministério da Defesa está à frente do inquérito que investiga a origem do fogo, que levou à destruição de quase toda a estação e à morte de dois militares brasileiros.

Ainda segundo o embaixador brasileiro no Chile, a determinação da Presidente Dilma Rousseff é de que a estação seja reconstruída "o mais rápido possível".

Os dois militares mortos no acidente serão homenageados ainda hoje na base de pesquisas do Chile e, em seguida, os corpos serão repatriados para o Brasil.

O representante brasileiro ressaltou ainda a solidariedade de outros países e a ajuda recebida por parte dos governos do Chile, Argentina, Uruguai e Polónia. Segundo o diplomata, um médico russo também colaborou durante o resgate.

PUB

Durante a madrugada, o ministro da Defesa, Celso Amorim, admitiu que o Brasil poderá utilizar bases de países sul-americanos para prosseguir com as pesquisas até que a nova estação seja construída.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG