Tailândia

Deixaram lixo num parque natural e agora vão recebê-lo em casa

Deixaram lixo num parque natural e agora vão recebê-lo em casa

Um grupo de turistas vai receber em casa os resíduos plásticos e as embalagens que deixou durante uma visita recente ao Parque Nacional Khao Yai, no leste da Tailândia. A ação é uma mensagem para todos, diz o Governo do país.

"Quero que esta ação sirva como uma mensagem forte e clara para todos os visitantes do parque, tailandeses e estrangeiros, de que não vamos tolerar esse tipo de comportamento egoísta e imprudente", disse, esta sexta-feira, à agência de notícias EFE o ministro do Meio Ambiente da Tailândia, Warawut Silpa-Archa.

Warawut publicou na terça-feira, no Facebook, uma série de fotografias que mostravam garrafas plásticas, latas, recipientes de vidro e sacos de aperitivos acumulados no Parque Nacional Khao Yai, cerca de 125 quilómetros a nordeste de Banguecoque. Uma vez que as autoridades sabiam as moradas e os nomes dos visitantes, obrigados a fornecer os dados pessoais para poderem pernoitar, os resíduos foram enviados para os visitantes.

"Não só o lixo será devolvido ao visitante, mas o facto foi notificado à Polícia e será aplicada multa de acordo com a lei", acrescentou o ministro à EFE, alertando que deitar lixo num parque natural é crime e que as consequências mais agravosas acarretam penas de até cinco anos de prisão e multas de até 500 mil bat (13.400 euros), de acordo com a legislação local.

As autoridades da Tailândia, um dos países do mundo com maior índice de resíduos plásticos, têm planos para eliminar progressivamente o uso de sacos e recipientes de plástico e poliestireno, resíduos que muitas vezes acabam no mar ou em áreas naturais e causam a morte de animais.

Outras Notícias