Eleições

Deputados luso-canadianos reeleitos no Canadá apesar da quebra de Trudeau

Deputados luso-canadianos reeleitos no Canadá apesar da quebra de Trudeau

Os dois deputados luso-canadianos, Peter Fonseca e Alexandra Mendes, foram reeleitos nas eleições gerais do Canadá desta segunda-feira em que o Partido Liberal perdeu a maioria parlamentar.

Peter Fonseca foi reeleito em Mississauga East - Cooksville, com 26.870 votos, perante 17.143 do conservador Wladyslaw Lizon.

Alexandra Mendes vai cumprir o seu terceiro mandato ao vencer no distrito de Brossard-Saint-Lambert com 30.208 votos, perante 11.052 de Marie-Claude Diotte do Bloco do Quebeque.

No maior distrito eleitoral com portugueses no Canadá, Davenport, a também liberal Julie Dzerowicz foi reeleita, com 21.882 votos, com o candidato do Novo Partido Democrático (NDP) Andrew Cash a conquistar 20.084 votos.

De acordo com os resultados provisórios, o Partido Liberal (PL) de Trudeau deverá garantir 156 dos 338 deputados da Casa dos Comuns, 14 menos do que o necessário para governar sem o apoio de outros grupos políticos.

Apesar dos conservadores terem vencido através do voto popular, ficaram em segundo lugar, no número de assentos na Câmara dos Comuns.

Quando ainda estavam por contar os boletins das últimas mesas de voto, os liberais conquistaram 156 assentos (33,0%), os conservadores garantiram 122 (34,47%), o Bloco do Quebeque 32 (7,8%), o NDP 24 (15,89%), o Partido Verde 3 (6,4%), e 1 independente (0,8%).

O NDP manifestou a intenção de apoiar um governo minoritário liberal exigindo para tal politicas para o meio ambiente (mudança climática), um plano nacional de medicamentos, empréstimos para estudantes sem taxa de juro, habitação a preços acessíveis, e taxas para a classe alta.

Um dos pontos de discórdia entre os partido é o oleoduto Trans Mountain, que conta com a oposição do líder do NDP, Jagmet Singh.

Estavam elegíveis para votar na segunda-feira 27,4 milhões de canadianos em cerca de 20 mil assembleias de voto.

Na semana passada, votaram antecipadamente 4,7 milhões de eleitores.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG