EUA

Desabamento de prédio em Miami provocou 11 mortes

Desabamento de prédio em Miami provocou 11 mortes

As equipas de salvamento encontraram mais uma pessoa sem vida nos escombros do prédio que desabou na quinta-feira em Miami, nos Estados Unidos, elevando o número de mortes para 11 e ainda 150 pessoas continuam desaparecidas.

A informação foi avançada pela responsável do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, acrescentando que vão "continuar a trabalhar incessantemente para exaurir todas as opções possíveis nas buscas".

As operações de busca e resgate ainda continuam, para tentar encontrar sobreviventes nos escombros. O trabalho das equipas de salvamento foi atrasado devido a vários incêndios nos escombros do prédio.

Várias equipas de Israel e do México juntaram às equipas de salvamento dos Estados Unidos para ajudar nesta operação meticulosa e ininterrupta. Os bombeiros conseguiram abrir um túnel com mais de 30 metros de comprimento e mais de 10 metros de profundidade para ajudar a revelar qualquer potencial bolsa de ar nos destroços do prédio.

"Conseguimos abrir um túnel através do prédio", referiu Andy Alvarez, chefe da operação de resgate dos Bombeiros de Miami-Dade, acrescentando que "é uma busca frenética para encontrar aquela esperança, aquele milagre, para ver quem podemos tirar deste edifício com vida".

Na segunda-feira, vários familiares das vítimas e das pessoas que ainda estão desaparecidas visitaram o local do acidente, observando o trabalho dos bombeiros e rezando para ser encontradas sobreviventes.

As autoridades ainda não adiantaram a causa do colapso do prédio, e a investigação deverá levar meses, alertaram especialistas.

PUB

O teto do prédio estava a ser alvo de obras, mas ainda se desconhece se essa intervenção estará relacionada com o acidente.

O município de Miami-Dade ordenou uma inspeção de todos os edifícios com mais de 40 anos situados na orla marítima, nos próximos 30 dias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG