Mundo

Desenho foi suficiente para carta chegar ao destino

Desenho foi suficiente para carta chegar ao destino

Uma carta, sem morada, chegou ao destino. Bastou o desenho de um mapa para que a mensagem chegasse a Búðardalur, na Islândia.

A intenção de enviar a carta partiu de um turista, que desconhecia a morada de uma quinta em Búðardalur, onde tinha passado alguns dias.

No entanto, não desistiu do seu propósito e desenhou a cidade. No mapa, traçado à mão, o turista incluiu os principais pontos de referência da zona envolvente e apontou o local onde deveria ser entregue a carta.

No envelope pode ler-se também uma pequena explicação sobre as pessoas que vivem no local. "Uma quinta de cavalos com um casal constituído por um islandês e uma dinamarquesa, que tem três filhos e muitas ovelhas".

Na carta, enviada a partir da capital islandesa Reykjavík, o autor acrescentou, ainda, que a mulher, de nacionalidade dinamarquesa, trabalha no supermercado da cidade.

Assim, o improvável aconteceu: a carta chegou ao destino. O carteiro seguiu as indicações dadas no envelope e a mensagem foi entregue.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG