Caso Jacob Blake

Detido adolescente de 17 anos pela morte de duas pessoas em protesto nos EUA

Detido adolescente de 17 anos pela morte de duas pessoas em protesto nos EUA

Um jovem do Illinois foi detido esta quarta-feira de manhã pelo homicídio de duas pessoas durante um protesto contra a violência policial, na cidade de Kenosha, nos EUA. O país mergulhou novamente numa onda de protestos, após o afro-americano Jacob Blake ter sido baleado sete vezes por um agente da polícia, no passado domingo.

Os confrontos entre manifestantes e um grupo armado de homens aconteceu na noite desta terça-feira. Kyle Rittenhouse, de 17 anos, é acusado de homicídio intencional de 1.º grau. Além da morte de duas pessoas, uma outra ficou gravemente ferida. Os protestos contra a violência policial duram há três dias no país e Donald Trump já anunciou o reforço de mais polícia e o envio de militares para Kenosha.

O adolescente, suspeito de balear e matar duas pessoas, foi detido em Antioquia, no Illinois, a cerca de 30 quilómetros de Kenosha, onde se tem desenrolado a maioria dos protestos. A noite desta terça-feira ficou marcada pelos confrontos entre manifestantes e polícia - algumas pessoas tentaram pilhar e destruir lojas na cidade e desafiar o recolher obrigatório imposto em Kenosha. Um dos incidentes mais tensos aconteceu perto do tribunal da cidade.

De acordo com o jornal "The New York Times", os manifestantes terão atirado vários objetos contra a polícia, o que levou as autoridades a usar gás lacrimogéneo. A multidão dispersou, mas várias pessoas reuniram-se perto de uma bomba de gasolina. Neste local, um grupo de homens armados, que estaria a proteger uma propriedade, discutiu com os manifestantes.

A zona tornou-se ao longo da noite um ponto de muita tensão, que culminou com vários disparos e a morte de duas pessoas. Outra pessoa permanece no hospital, gravemente ferida, mas não corre perigo de vida. O Departamento da Polícia de Kenosha disse em comunicado que a investigação do incidente se concentrou no grupo de homens armados perto da bomba de gasolina.

Os protestos nos EUA contra a violência policial voltaram às ruas depois de um afro-americano ter sido baleado sete vezes por um polícia, no passado domingo. A família de Jacob Blake diz que ele está consciente, mas deverá ficar paralisado da cintura para baixo.

Outras Notícias