Senegal

Detido pai de jovem migrante que morreu durante travessia de África para a Europa

Detido pai de jovem migrante que morreu durante travessia de África para a Europa

A polícia do Senegal anunciou esta quarta-feira ter detido o pai de um jovem de 15 anos que morreu durante uma travessia de África para a Europa, onde tinha como objetivo inscrever-se numa academia de futebol.

De acordo com a imprensa senegalesa, citada pela agência de notícias France-Presse, o pai do jovem pagou cerca de 380 euros a um contrabandista para levar o filho até Espanha, para depois seguir para Itália, onde o objetivo era inscrever-se num centro de formação para futebolistas.

O caso está a gerar contestação no Senegal, atraindo a atenção da imprensa e das redes sociais, numa altura em que aumenta o número de casos de senegaleses que procuram a Europa para melhorar as condições de vida, embarcando em viagens que muitas vezes acabam num destino trágico.

Em meados de outubro, juntamente com outras pessoas, o jovem Doudou, como é apelidado na imprensa senegalesa, embarcou na viagem marítima até à Europa, mas "morreu depois de ter tido problemas alimentares" e o seu corpo sem vida acabou por ser atirado ao mar, contou uma fonte próxima da família à agência noticiosa, sem dar mais pormenores sobre o caso.

O pai "foi detido por homicídio involuntário e cumplicidade no contrabando de migrantes", acrescentou a mesma fonte.

Dezenas de senegaleses morreram nas últimas semanas do mar em acidentes enquanto tentavam chegar à Europa através das Ilhas Canárias, segundo a Organização Internacional para as Migrações.

PUB

Os números, no entanto, são refutados pelo Governo do Senegal, que disse em comunicado que intercetou 1500 migrantes nos últimos dias e prendeu 29 contrabandistas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG