Narcotráfico

Detidos dois chefes do narcotráfico na Colômbia

Detidos dois chefes do narcotráfico na Colômbia

Autoridades policiais colombianas anunciaram no sábado à noite a detenção dos dois presumíveis chefes do bando criminoso Alta Guajira, identificados como "Cobra" e "Pantera", que são acusados de enviar droga para os Estados Unidos, República Dominicana e Costa Rica.

A Direção de Investigação Criminal e Interpol (Dicin) da Polícia Nacional da Colômbia indicou, em comunicado, que os detidos herdaram o comando da organização após a captura, em novembro passado, de Arnulfo Sánchez González, conhecido como "Pablo", que era um dos criminosos mais procurados do país.

As detenções foram efectuadas em simultâneo na cidade de Santa Marta e em Uribía, município do departamento de La Guajira, ambos situados no norte da Colômbia.

Nos termos do comunicado, que não revela os verdadeiros nomes dos detidos, "'Cobra' herdou a liderança da estrutura criminosa" e ficou encarregado de controlar, armazenar, transportar e embarcar os estupefacientes que enviava para os Estados Unidos, República Dominicana e Costa Rica.

Segundo as investigações, "Pantera" supervisionava os carregamentos até ao momento em que zarpavam dos portos colombianos, administrava o armamento do bando, extorquia dinheiro a comerciantes da região e ameaçava constantemente a população indígena de La Guajira.

Os agentes apreenderam durante a operação oito espingardas, 12 granadas de fragmentação, 22 granadas de 40 milímetros, sete morteiros de 60 milímetros, 4.807 cartuchos, 162 carregadores para espingarda e 3.200 quilos de marijuana.

O grupo criminoso que lideravam tem o seu centro de operações na península nortenha de La Guajira, território que disputa com outra organização, a de "Los Paisas".