Ataque

Cerca de 40 mortos no afundamento do navio "Moscovo"

Cerca de 40 mortos no afundamento do navio "Moscovo"

Cerca de 40 marinheiros morreram, vários estão desaparecidos e muitos ficaram feridos quando o cruzador de mísseis "Moscovo", que liderava a frota da Rússia no mar Negro, afundou no passado dia 14.

O balanço é avançado pelo jornal russo independente "Novaya Gazeta Europe".

Segundo a mãe de um marinheiro que estava a bordo, o filho telefonou-lhe e contou que o "Moscovo" tinha sido atingido por três mísseis disparados desde território ucraniano.

"Ele ligou-me e estava a chorar por causa do que tinha visto. Foi aterrador", disse a mulher, acrescentando que ela própria estava aterrorizada por ter de esperar que ele terminasse o seu serviço.

Ele disse que não lhe daria mais detalhes do que tinha visto porque era terrível, acrescentando que muitos dos feridos tinham perdido membros por causa das explosões.

O jornal não identificou o marinheiro nem a sua mãe para os proteger. Mas garante ter provas documentais de que o marinheiro estava a servir no "Moscovo".

PUB

Até agora, o Ministério da Defesa russo não se referiu a vítimas no afundamento do cruzador de mísseis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG