Mundo

Dilma sanciona lei de 50% de cotas em universidades federais

Dilma sanciona lei de 50% de cotas em universidades federais

A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, aprovou, esta quarta-feira, a lei que prevê que 50% das vagas em universidades federais sejam reservadas a quotas raciais e socioeconômicas, informou o Ministério da Educação.

A lei, já aprovada no Congresso brasileiro, segue critérios de rendimento familiar, rede de ensino (que deve ser a pública) e raça, para a reserva de vagas. A porcentagem destinada a negros, mestiços e índios vai depender da proporção dessas populações nos Estados respetivos.

Atualmente, 32 das 59 universidades federais possuem sistema de quotas para reserva de vagas. As entidades terão quatro anos para se adaptarem à nova lei.

A seleção dos estudantes para as vagas reservadas será feita por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A outra metade das vagas das universidades será destinada à ampla concorrência.