Saúde

Doença desconhecida já matou 15 pessoas na RDCongo

Doença desconhecida já matou 15 pessoas na RDCongo

Uma doença não identificada causou a morte de 15 pessoas, com idades compreendidas entre os 60 e os 80 anos, em fevereiro, numa província ocidental da República Democrática do Congo.

"Esta doença ainda não identificada tem vindo a progredir na zona de saúde de Kasongo-Lunda ao longo do último mês. Atualmente, registámos 15 mortos, todos eles idosos", disse Jean-Marie Peti-Peti, governador da província ocidental do Kwango, à agência de notícias francesa AFP.

"O paciente começa com dores de cabeça, depois dores por todo o lado, febre, depois complicações respiratórias", antes de morrer, explicou Peti-Peti, que fazia um balanço da doença desconhecida.

"O ministro provincial da Saúde, o médico chefe da zona sanitária de Kasongo-Lunda e epidemiologistas de Kinshasa estão a trabalhar no assunto. Já recolheram amostras para serem enviadas ao INRB [Instituto Nacional de Investigação Biomédica]", a fim de identificar esta doença, acrescentou.

Duas epidemias, covid-19 e chikungunya, foram identificadas nesta cidade fronteiriça, a 250 quilómetros a sudeste de Kinshasa, que carece de infraestruturas sanitárias viáveis.

Os trabalhadores da saúde da cidade queixam-se de não receberem salários regulares, enquanto o acesso aos cuidados médicos é dificultado devido ao seu elevado custo em relação ao nível de vida da população, estimada em mais de 1,5 milhões de habitantes, principalmente agricultores com rendimentos muito baixos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG