O Jogo ao Vivo

Combate aos incêndios

Dois feridos graves e um desaparecido após queda de helicóptero na Grécia

Dois feridos graves e um desaparecido após queda de helicóptero na Grécia

Uma pessoa está dada como desaparecida e outras duas sofreram ferimentos graves na sequência da queda de um helicóptero que participava, esta quarta-feira, numa operação de combate a um incêndio florestal na ilha grega de Samos, segundo as agências internacionais.

O aparelho despenhou-se ao início da tarde desta quarta-feira no mar Egeu.

"O piloto romeno do helicóptero foi encontrado são e salvo pelos guardas-costeiros gregos ao largo de Samos e transferido para o hospital da ilha", indicou à agência noticiosa AFP um responsável deste serviço marítimo.

PUB

"Dois membros da tripulação, um romeno e um moldavo, foram resgatados inconscientes na água e prosseguem os esforços de reanimação", precisou.

Um quarto membro da tripulação, de nacionalidade grega, permaneceria desaparecido e foi desencadeada uma operação de busca promovida pela guarda-costeira helénica.

O helicóptero "participava no combate a um fogo florestal em Samos", declarou, por sua vez, um responsável dos bombeiros locais.

Três helicópteros e cinco aviões foram mobilizados para combater as chamas, apoiados por uma equipa de 50 bombeiros que tentavam dominar o incêndio, que deflagrou por volta das 14:00 locais (12:00 em Lisboa).

Ventos fortes de até 7 na escala de Beaufort (cujo escalão máximo é 13) sopravam na região, enquanto a temperatura atingia hoje os 30 graus.

A Grécia é atingida praticamente todos os anos por incêndios florestais, por vezes muito violentos.

Para reforçar os meios no terreno, na sequência dos devastadores fogos de 2021 que destruíram 130 mil hectares, o Governo de Atenas pediu, no âmbito do Mecanismo Europeu de Proteção Civil (MEPC), aos seus parceiros europeus para deslocarem preventivamente neste verão equipas de bombeiros para o território grego.

Ao abrigo deste pedido, e desde 1 de julho, 250 bombeiros romenos, franceses, alemães, búlgaros, finlandeses e noruegueses começaram a ser deslocados para várias zonas do país.

Nas últimas semanas ocorreram na Grécia dezenas de pequenos e médios fogos florestais, atiçados por fortes ventos e temperaturas superiores a 30 graus, mas, até ao momento, sem provocarem vítimas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG