Atentados de Paris

Dois irmãos detidos na Bélgica em ligação aos atentados de Paris

Dois irmãos detidos na Bélgica em ligação aos atentados de Paris

A polícia belga deteve no domingo à noite dois irmãos, no centro de Bruxelas, no âmbito do inquérito ligado aos atentados de Paris, disse o Ministério Público belga.

"Eles foram detidos no domingo para serem ouvidos", disse o porta-voz do Ministério Público federal, Eric Van der Sypt, sem fornecer qualquer pormenor sobre os dois detidos.

Van der Sypt acrescentou que a operação estava relacionada com o inquérito sobre os atentados perpetrados a 13 de novembro em Paris, mas não com o processo de busca de um dos principais suspeitos, Salah Abdeslam.

O Ministério Público federal belga deverá emitir na segunda-feira de manhã um comunicado sobre a operação e avançar pormenores suplementares, disse.

A operação de busca decorreu no bairro bruxelense de Dansaert, na fronteira com Molenbeek-Saint-Jean e o centro da cidade, e prolongou-se cerca de cinco horas, das 18 às 23 horas locais (17-22 em Portugal continental), de acordo com "media" locais.

O porta-voz acrescentou que agentes das forças especiais da polícia federal participaram na operação.

A polícia belga continua à procura de Salah Abdeslam, um francês de 26 anos, suspeito chave dos atentados de 13 de novembro, que regressou no dia seguinte a Bruxelas e está desde então em paradeiro desconhecido.

Salah Abdeslam, que viveu em Molenbeek, é alvo de um mandado internacional de captura.

As autoridades belgas acusaram e detiveram preventivamente oito suspeitos de terem ajudado os autores dos atentados de Paris, que causaram 130 mortos e centenas de feridos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG